SE INSCREVE NO NOSSO CANAL:

Programa da Globo detona Marcha para Jesus com Bolsonaro: “inadmissível”

A TV Globo continua usando o humorístico Zorra para criticar o governo. Neste sábado, 29 de junho, não foi diferente. Desta vez, a atração fez uma dura reflexão aos conceitos centrais que regem o governo de Jair Bolsonaro. Em um de seus quadros, mostrou um trecho da Marcha para Jesus, na qual o presidente aparece fazendo o seu tradicional sinal de arma com as mãos. Na cena, Paulo Vieira, que interpreta o filho de Deus, como o diretor de uma agência de marketing. Em uma mesa, ele reclamou com os apóstolos publicitários. “Inadmissível! Tem uma coisa muito errada acontecendo no Brasil! Como é que faz um evento para mim, uma Marcha para mim, que não leva a minha mensagem?”, criticou.
“Dois mil anos construindo um nome, uma marca, um conceito de paz, de união, de amor, para fazer um evento para mim pedindo o quê? Arma, diminuição da maioridade penal, pena de morte. Eu fui condenado à pena de morte!”, prosseguiu Jesus.
Outro apóstolo responde: “Estamos trabalhando duro a todo momento para levar a mensagem da graça do senhor para todo o planeta”. “Está tendo ruído nessa mensagem. Alguma coisa aconteceu”, diz Jesus. Apóstolo pergunta: “Será que nós devemos mudar a estratégia de divulgação?”. “Se não fomos nós, quem está passando essas mensagens?”, questiona apóstolo.
No Zorra, Jesus Cristo (Paulo Vieira) critica Marcha para Jesus com o presidente Jair Bolsonaro (Imagem: Reprodução/TV Globo/Uol)No Zorra, Jesus Cristo (Paulo Vieira) critica Marcha para Jesus com o presidente Jair Bolsonaro (Imagem: Reprodução/TV Globo/Uol)

É quando aparece o “inferno” e o diabo com seus pares, todos gargalhando. Um deles diz: “O gesto da arminha com a mão pegou geral, chefe. É esse garoto-propaganda que eu escolhi”, diz, se referindo a Bolsonaro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O blog Brasil Notícia e tv agradece o carinho, fique ligado em nosso blog.

add